quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

A Copa te deixa mais pobre


Quando a África do Sul ganhou o direito de sediar a Copa do Mundo,em 2004,o povo do bairro de Soweto achou que era uma grande oportunidade de gerar muito lucro.Mais ou menos a mesma coisa que os brasileiros acharam :que sediar uma Copa traz dinheiro.Em qualquer lugar que se candidate a uma Copa do Mundo,os políticos afirmam sobre um crescimento na economia,falam do grande número de turistas prontos para gastar seus dólares,e da propaganda gratuita para as cidades- sede,e dos benefícios a longo prazo que a construção de estradas e estádios vão trazer.Não surpreende que o Brasil tenha querido tanto a Copa.Mas esse argumento econômico é uma enganação.Os brasileiros vão descobrir logo.E os sul-africanos já o fizeram, a conta pela construção de estádios,em US$1,7 bilhão,já é 6 vezes maior que a estimativa inicial,a quantidade de turistas foi bem menor que a esperada,e a FIFA não vai deixar os sul-africanos pobres vender salsichas ao redor dos estádios.Que fique claro, a Copa não deixa o país mais rico.Tipicamente um país que vai sediar uma Copa paga para que economistas fantoches publiquem estudos dizendo que o mundial irá impulsionar a economia.Já a maioria dos economistas de verdade-pagos por universidades  para escrever sobre o que realmente acreditam –pensa o inverso.E faz as perguntas que os promotores dos novos estádios não gostam:de onde vem os trabalhadores dessas construções?Eles não tinham emprego antes?Isso não vai deixar outras áreas sem trabalhadores experientes?E tem mais.Gastar com uma Copa significa menos hospitais e menos escolas.Pior, os novos estádios quase nunca produzem os benefícios esperados.A maior parte acaba sendo usado poucas vezes por ano.É preciso que fique claro o que significam os gastos públicos com a construção e a reforma de estádios .Trata-se de uma transferência.Benefícios que iam para o contribuinte vão para os clubes (que ganham arenas e reformas de graça) e os torcedores(que aproveitam as casas novas de seus times).Depois que o contribuinte pagou por estádios melhores,provavelmente mais pessoas vão querer ver os jogos neles.O Brasil pós 2014 deve testemunhar o mesmo que aconteceu com a Inglaterra após a melhoria dos estádios no começo dos anos 90:a chegada de mais torcedores de classe média ,mulheres,e públicos maiores nos jogos.No Brasil vamos ver como vai fechar essa conta em 2014,se será no saldo positivo ou não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário